r3hqdywl1.e4 c5 2.♘f3 d6 3.d4 cxd4 4.♘xd4 ♘f6 5.♘c3 e6

Esta variante da Siciliana não deve seu nome a nenhum jogador, mas sim a uma cidade holandesa, em que esta abertura foi jogada a primeira vez em 1923. A principal característica da Scheveningen é o “pequeno centro” que as Pretas possuem com e6 e d6. Esta dupla de peões controlam casas vitais no centro e forma um formidável muro defensivo, que permite rechaçar muitos ataques das Brancas.

screen-shot-2017-01-15-at-9-21-24-am

As Pretas planejam um desenvolvimento clássico, a base de … ♗e7, … 0-0, … ♘c6 (o bom … ♘bd7), com o típico contra-jogo no flanco Dama, … a6 e b5. Como na Najdorf, as Pretas sempre devem estar atentas em condições de jogar rompendo em … d5, liberando assim a sua posição. As Brancas podem tentar muitas possibilidades agressivas, que iremos apresentar futuramente neste Blog.

Um dos principais atrativos da variante Scheveningen é que as Pretas, não criam debilidades desnecessárias de peões e sua estrutura é basicamente correta. Gary Kasparov empregou a Scheveningen, com grande efeito, quando derrotou Karpov em seu match pelo Campeonato Mundial de 1985. Por mais que tenha tentado, Karpov não conseguiu encontrar a forma de abater a defesa das Pretas, tanto que neste match, deixou de abrir seu jogo com 1.e4.

Varela

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s