chess-pieces-13-11.e4 c5 2.♘f3 d6 3.d4 cxd4 4.♘xd4 ♘f6 5.♘c3 ♘c6

Apesar de sua longa história, este esquema inicialmente era conhecido como “a variante sem nome”. Então o GM Inglês John Nunn, batizou como variante Clássica, na primeira edição do seu livro “Beating the Sicilian” e o nome acabou sendo adotado pela comunidade enxadrística. A palavra Clássica se refere ao fato das Pretas desenvolverem o modo normal de uma Siciliana.

Ambos Cavalos estão posicionados em seus postos naturais e as Pretas mantém abertas suas opções, enquanto desenvolve o restante do seu exército. Conforme jogam as Brancas, as Pretas podem reagir com … e7-e6, … e7-e5 ou g7-g6. As vezes a Clássica transpõe para outras variantes que já vimos.

screen-shot-2017-01-16-at-6-10-58-pm

A variante Clássica é uma escolha sólida e flexível para as Pretas e tem sido empregada pelos melhores jogadores, do mais alto nível, tais como Kramnik e Anand. Um dos seus atrativos, está no fato de ser menos teórica que a Najdorf ou a Dragão, de modo que o jogador de Pretas, necessita de menos tempo para aprender.

Varela

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s