magnus_carlsenO primeiro passo para você dominar a Ruy López, você precisa de um sólido e simples repertório que permitirá jogar na prática esta abertura sem medo de surpresas desagradáveis.

Iniciaremos nossos estudos focando nesta posição:

1.e4 e5 2.♘f3 ♘c6 3.♗b5 a6 4.♗a4 ♘f6 5.d3

screen-shot-2017-01-19-at-11-10-48-am

Esta deve ser de longe, a posição mais comum que você chega após 3.♗b5. Você se sente pronto para ramificar de 5.d3 para outra variação mais acentuada. Embora Magnus Carlsen jogue idéias exclusivas de d2-d3 em suas partidas, se você adotar 5.d3 como seu lance estará portanto em boa companhia.

Divergências nos movimentos 3 e 4 das Pretas, na seqüência acima, serão temas de outros artigos da Ruy López, que assim como a Defesa Siciliana, é bem extenso. A idéia de estudar esta configuração básica, é permitir que você se sinta capaz de jogar esta seqüência inicial com confiança.

A excessão a esta linha de pensamento, é a Defesa Schliemann1.e4 e5 2.♘f3 ♘c6 3.♗b5 f5!? Que não é muito popular, mas que também será tema a ser tratado em futuros artigos.

Centro restrito das Brancas

O primeiro campeão mundial Wilhelm Steinitz, desenvolveu uma forma original de jogar com as Brancas após 1.e4 e5. Ele primeiro construía um centro “inquebrável” com o movimento de peões d2-d3 e c2-c3, afim de manter as peças do seu adversário ao seu alcance. Então, ele gradualmente construía um ataque direto no flanco Rei, muitas vezes avançando g2-g4 e trazendo seu Cavalo de b1 até g3. Aliás foi Steinitz que descobriu esta famosa manobra do Cavalo na Ruy López.

Nos últimos anos, a abordagem d2-d4, restringindo o centro, tem desfrutado de um renascimento nos jogadores da elite. É interessante cortar uma grande quantidade de variações da abertura, jogando a estrutura c3 / d3 / e4.  O método de Steinitz foi modificado, as Brancas estão preparando um bom momento para aproveitar o espaço com d3-d4. A estrutura central não é considerada uma entidade estática.

A abordagem moderna das Brancas, podem incluir uma pressão sobre o flanco Dama, o avanço d3-d4 e um ataque ao flanco Rei, ou talvez todos os três ao mesmo tempo. O centro restrito de Steinitz segue vivo e vencendo.

Quando devo jogar d2-d3?

Aqui estão alguns exemplo de como você pode incorporar d2-d3 em seu repertório:

  • Depois de 1.e4 e5 2.♘f3 ♘c6 3.♗b5 ♘f6 (em vez de 3… a6) é possível evitar o final de jogo da Berlin com 4.d3
  • 1.e4 e5 2.♘f3 ♘c6 3.♗b5 a6 4.♗a4 ♘f6 5.d3 evita a Variante Aberta (Open Variation).
  • 1.e4 e5 2.♘f3 ♘c6 3.♗b5 a6 4.♗a4 ♘f6 5.0-0 ♗e7. As Brancas mostram a sua disposição de permitir a Variante Aberta com 5… ♘xe4, mas esta seqüência é menos confiável contra o Ataque Marshall, por isto segue com 6.d3.

Lembre-se que quanto mais cedo você jogar d2-d3, mais informações estará dando ao seu adversário sobre o tipo de estrutura dos seus peões para o meio-jogo. Com isso, ele pode modificar o desenvolvimento de suas peças.

Varela

Um comentário em “Ruy López: d2-d3

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s