DSC_2Mega_Pix1.d4 d5 2.c4 e6 3.♘c3 ♘f6

Esta é a linha da Variante de Trocas 3… ♗e7 4.cxd5 exd5 5.♗f4 c6 6.e3 ♗f5 7.g4 ♗e6 8.h4!? c5, a estranha continuação 9.♗e5! ♗f6 10.♗xb8! ♖xb8 11.g5 ♗e7 12.♗g2 mostra a vontade das Brancas de trocar peças em posições em que as Pretas estão restringidas, mesmo a custa de um par de Bispos.

4.♗g5 ♗e7 5.e3 0-0 6.♘f3

screen-shot-2017-01-25-at-11-07-45-am

A posição básica, em que veremos as três variantes mais populares da era clássica, ignorando as idéias exclusivamente modernas. Repito que não se trata de um ensaio teórico sobre todas as linhas, mas em vez disso, uma seleção de linhas criticas que permitem ilustrar a evolução das idéias relativas dos conceitos de centro e espaço.

6… ♘bd7

A Defesa Clássica. As Brancas dispõem de diversas jogadas, mas a linha Clássica principal era:

7.♖c1 c6 8.♗d3 dxc4 9.♗xc4 ♘d5 10.♗xe7 ♕xe7

screen-shot-2017-01-25-at-11-16-52-am

Esta seqüência se chama Variante Capablanca, devido sobretudo a sua utilização, por parte deste grande mestre cubano (com as Pretas) em seu match de 1927 contra Alekhine. Pode-se dizer algo novo sobre esta linha? Em termos gerais, as Pretas estabelecem primeiro uma formação restringida, com … e6 e … c6, e logo tratam de trocar dois pares de peças, seguido de uma ruptura central (por exemplo, … e5) para poder desenvolver seu Bispo da Dama.

11.♘e4

A primeira vista, esta jogada parece evitar as trocas, mas na realidade busca um tipo de trocas diferente, com a finalidade de conseguir um final melhor. O certo é que 11.♘e4 provavelmente seja uma evidência ainda mais tangível contra a linha de Capablanca que a mais habitual 11.0-0, porque 11.♘e4  fazem as possibilidades de contra-jogo para as Pretas virtualmente nulas. Não obstante 11.0-0 também dissuadiu muitos jogadores de colocar esta linha com as Pretas: 11… ♘xc3 12.♖xc3 e5 (tudo de acordo com o plano; como poderá ser observado, esta posição também pode ser reproduzida na Defesa Lasker), 13.♗b3 exd4 14.exd4.

screen-shot-2017-01-25-at-11-35-12-am

Uma posição bem conhecida, com peão de d isolado, em uma análise simples basta para perceber que as Brancas dispõem de um bom ataque, visto que contam com um melhor desenvolvimento (com o iminente ♖e1) e com a Torre em c3, que pode deslocar-se rapidamente para o flanco Rei. Voltemos agora para 11.♘e4.

screen-shot-2017-01-25-at-11-41-12-am

11…♘5f6

A imediata troca de Damas, 11… ♕b4+ 12.♕d2 ♕xd2+ 13.♔xd2!, com significativa vantagem para as Brancas, não é jogada mais forte. Poucos jogadores de Pretas tem entrado nesta linha de jogo, porque as Brancas tem vantagem de espaço, domínio das casas Pretas e um Rei centralizado, enquanto que as Pretas continuam a ter um Bispo passivo em c8.

12.♘xf6+ ♕xf6 13.0-0 e5

screen-shot-2017-01-25-at-11-49-04-am

As Pretas mostram assim, suas legítimas aspirações no centro, abrindo espaço ao antes debilitado Bispo de c8. Agora 14.♗b3 exd4 15.♕xd4 ♕xd4 16.♘xd4, dá as Brancas um certa vantagem, por seu desenvolvimento mais livre e a maioria dos seus peões móveis, mas a posição das Pretas é difícil de ser quebrada, e com cuidado, podem desenvolver suas peças.

Varela

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s