imagesO ChessBase é um banco de dados de xadrez, pessoal e independente que se tornou o padrão em todo o mundo. Todo mundo usa ChessBase, do Campeão Mundial até o  amador. Mas o que é afinal o ChessBase? Qual o motivo de tanto sucesso?

Provavelmente todos os GMs Tops, utilizam esta ferramenta para se preparar contra um determinado adversário, ou arquivar suas partidas, ou mesmo estudar alguma variante nova. No entanto, não é apenas um grande mestre que usufrui do ChessBase.  O conjunto de funcionalidades desta ferramenta, a torna quase que imprescindível para quem quiser se tornar um jogador mais completo, independentemente do seu nível de jogo.

Faremos uma série de artigos, mostrando algumas das funcionalidades desta incrível ferramenta.  Vamos iniciar explicando a idéia de uso da ferramenta. É bem simples. Tudo no ChessBase, como o próprio nome diz, é fundamentado em base de dados. É primordial que você tenha uma base de dados de referência bem completa.

Embora o ChessBase não seja uma ferramenta grátis (para nosso padrão econômico é até cara), uma base de referência é ainda mais cara. A base de dados mais conhecida neste universo é a MegaDataBase. Existe também a TWIC, que semanalmente publica uma base de partidas que foram jogadas pelo principais jogadores na semana anterior. Ainda na TWIC, existe a possibilidade de fazer uma doação (algo em torno de U$ 10) e ter estas bases semanais compiladas em uma única base.

Pessoalmente, eu montei a minha própria base de dados de referência. Foi demorado, mas aproveitei para estudar também enquanto montava a base. Basicamente eu fui até um site onde gratuitamente, eu posso pesquisar e baixar todas as partidas de um determinado jogador. Falaremos sobre formatos mais para frente, mas em geral estas partidas vem no formato PGN. Eu peguei todas as partidas de todos os grandes mestres de todos os tempos, de Steinitz até Carlsen, simplesmente todas. Fiz a doação para a TWIC e trouxe uma base completa. Juntando as duas bases, eu criei a minha própria com mais de 5 milhões de partidas. Acredito inclusive que já esteja chegando próximo aos 6 milhões, pois toda a semana eu pego a base semanal do TWIC e vou acrescentando na minha base.

É trabalhoso, mas se você quer de fato melhorar seu jogo, nada mais adequado, analisar partidas de grandes jogadores, e para isso, quanto mais melhor. Veremos mais para frente, que esta base de referência, será usada para muitas coisas legais, como por exemplo montar um repertório.

screen-shot-2017-02-07-at-5-46-11-pm

A imagem acima, é exatamente o meu ChessBase aberto. Existem várias opções que falaremos com mais detalhes em outros artigos. No momento, observem que a opção selecionada no ChessBase (vem padrão logo que abre) é a Home (Existem ainda: File, Report, Maintenance, Cloud, View e Help). Dentro da opção Home, a funcionalidade que está selecionada é “My Databases” (tem 3 estrelas em amarelo nesta opção).

Falaremos mais a frente, sobre mais detalhes desta tela, neste momento observem que existem um painel na parte central da tela, onde vemos os databases que eu tenho no meu ChessBase. Ali podemos ver, por exemplo, Morphy, Capablanca, Wch 2016 (todos os jogos do último mundial), etc. Para facilitar, é possível colocar ícones que me facilita encontrar rapidamente o que eu quero. Observem, que nos databases com nome dos jogadores, tem o ícone de um pessoa, isto porque são partidas destes jogadores em especial. Chamamos de Biografia. No Wch 2016, tem o ícone de um troféu, isto porque é um campeonato. E por ai vai.

A minha base de dados de referência, que citei acima, eu a chamei de YODA. É esta a base que uso para criar meu repertório, ou pesquisar partidas de um determinado jogador, etc. Ter o ChessBase e não ter uma base de referência adequada, será de pouco valor para você. Ou seja, se você desejar usar esta ferramenta para estudar, ou você compra uma base como a MegaDataBase, ou faz como eu, vai montando aos poucos. Apenas a título de curiosidade, se vocês acharam que a minha base com 5 milhões de partidas é fantástica, a base de referência de um GM passa de 1o milhões de partidas. Um GM que conheço, tem uma base com 12 milhões de partidas referência. Manter esta base atualizada é um trabalho contínuo.

Varela

Um comentário em “ChessBase – Introdução

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s