Compreendendo Xadrez – Movendo as Peças – Parte I

chess1Um dos objetivos primordiais da abertura é poder colocar as peças em jogo. Na posição inicial todas as peças estão na última fileira, longe de qualquer contato com o inimigo. Os Cavalos, são peças de curto alcance, são particularmente inúteis nestas posições iniciais, e uma das prioridades é leva-los para posições mais avançadas. O desenvolvimento rápido das peças é tão vital, que fracassar neste objetivo pode traduzir-se em uma batalha perdida quando a maior parte de seu exército está em casa. Este é o destino que sofrem as Pretas na partida abaixo. Todas as ações decisivas acontecem, enquanto suas peças no flanco Dama permanecem imóveis e incapazes de participar da batalha.

Partida 1
A.Chernin – J. Van der Wiel
Copa Europa de Clubes, Slough 1997
Abertura Inglesa

1.♘f3

Há muitas décadas, praticamente todas as partidas começavam com 1.e4 ou 1.d4. Hoje, a maioria ainda começa com uso deste movimentos, mas atualmente as aberturas estão mais flexíveis e abertas a distintas possibilidades. Frequentemente se vê 1.c4 e 1.♘f3, e ocasionalmente outros movimentos como 1.b3 e 1.g3.

A vantagem de 1.♘f3 é sua elasticidade. As Brancas mantém várias opções e esperam para ver a respostas das Pretas antes de se decidir o tipo de estrutura a adotar. Um posterior c4 levaria para a Abertura Inglesa (como esta partida), embora um posterior d4 faria a transposição para a Abertura do Peão da Dama. Se as Pretas jogar 1… c5, as Brancas poderiam inclusive transpor a uma Siciliana mediante 2.e4.

1… d6

O primeiro movimento das Brancas impediu as Pretas de jogar 1… e5 e desta forma, se as Pretas quiserem ocupar e5 com um peão, devem preparar o movimento. Também é perfeitamente razoável jogar 1… d5 ou 1… c5, enquanto que 1… ♘f6 mostraria que as Pretas também podem optar pela elasticidade.

2.g3

O desenvolvimento de um Bispo por g2 (ou as casas correspondentes b2, b7 e g7), se denomina fianchetto. Houve um tempo em que este tipo de desenvolvimento estava censurado, mas atualmente é muito recorrente em um grande número de aberturas. Embora o fianchetto não é sempre apropriado, tem a vantagem de colocar o Bispo em uma das grandes diagonais do tabuleiro, de onde exerce uma considerável influência. A desvantagem é que leva dois tempos para desenvolver o Bispo e se mais tarde for trocado, a estrutura de peões do flanco Rei estará debilitado pelo avanço g3.

2… e5

Esta é a continuação natural a jogada anterior das Pretas. Embora agora tenham um peão no centro – enquanto que as Brancas não tem nenhum – não quer dizer que as Pretas tenham ganho a batalha pelo controle do centro.

3.♗g2

screen-shot-2017-02-15-at-9-52-20-am

O Bispo das Brancas em g2 exercerá grande pressão sobre as casas brancas e4 e d5, e este fator permite as Brancas conduzir a luta, com o mínimo de igualdade de condições.

3… f5

Terceira jogada consecutiva de peão por parte das Pretas. O desenvolvimento de peças é tão importante que é arriscado realizar muitos movimentos de peão no inicio da partida: quanto mais jogadas de peão se fazem, menos teremos desenvolvido nossas peças. Um mínimo de jogadas de peão é essencial, já que de outra forma, só poderíamos desenvolver os Cavalos, mas é temerário realizar jogadas extras com os peões se não forem estritamente necessários. Como regra geral não se deve realizar mais de três movimentos de peão nas oito primeiras jogadas. Como se sucede com todos os dogmas do Xadrez, é inevitável que haja numerosas excessões, mas se vai violar um princípio como este, ao menos se deve ter claro o porque  desta violação. Neste exemplo, a jogada das Pretas não é um erro, o peão em f5 aumenta a influência central das Pretas e ao atacar e4 ajuda a contrapor o plano do seu adversário, que é dominar as casa brancas.

4.c4

As Brancas não estão simplesmente desenvolvendo suas peças, também estão pensando em um plano concreto: dominar as casas brancas do centro, especialmente d5 e pressionar o flanco Dama das Pretas com seu Bispo de g2. Suas peças e peões devem cooperar na execução deste plano. Sua jogada reivindica o controle de d5, logo continuarão com ♘c3 para incrementar este controle. Nota-se que teria sido um erro jogar primeiro ♘c3, pois teria bloqueado o peão de c e impedido c4.

4… ♘f6

Esta jogada natural desenvolve uma peça e desafia o controle das Brancas em d5.

screen-shot-2017-02-15-at-10-11-00-am

5.b4!?

Esta é uma jogada ambiciosa e algo provocativo. Cabe ao plano das Brancas pressionar o flanco Dama das Pretas porque ajuda a ganhar espaço, porque ajuda a ganhar espaço neste setor do tabuleiro mas, era realmente importante fazer este movimento para desenvolver uma peça? A maior parte dos jogadores não acreditam nisso, já que 5.♘c3 é o mais habitual nesta posição, mas a idéia de Chernin tem muita lógica. Depois de 5.♘c3 ♘c6, as Brancas gostariam em algum momento de jogar b4, mas então isto requer uma preparação com a3 ou ♖b1. Jogando b4 agora, as Brancas não necessitam de nenhuma jogada preparatória e consequentemente terão ganho um tempo. Entretanto o fator psicológico estava provavelmente presente, Van der Wiel é um jogador de ataque e Chernin pode ter “adivinhado” que ele trataria de refutar este avanço de peão, incorrendo assim em uma agressão prematura.

5… e4?!

Como era de se esperar, Van der Wiel se sente provocado e investe contra o centro. Os avanços centrais deste tipo tem seus prós e contras. Aqui as Pretas ganham espaço e o peão de e4 bloqueia o Bispo de g2, os inconvenientes são que o Bispo das Brancas pode ser liberado por um posterior d3 e que a diagonal a1-h8 fica debilitada, o que as Brancas podem explorar facilmente desenvolvendo seu outro Bispo por b2. Na minha opinião, este último fator pesa mais que os outros. Entretanto, jogar 5… e4 é inconsistente, as Pretas empregaram dois movimentos para ocupar e5 (… d6 e …e5) em troca de dar um pequeno “toque” no Cavalo das Brancas, parece um mal negócio. As Pretas deveriam ter completado o desenvolvimento de seu flanco Rei mediante 5… ♗e7 ou 5… g6 e 6… ♗g7, seguido de roque.

6.♘d4 d5

Este jogo ativo é a idéia que envolveu o avanço prévio, mas já é o quinto movimento de peão das Pretas. As Pretas podiam ter desenvolvido seu flanco Rei com 6… c5 7.bxc5 dxc5 8.♘b3 ♗d6 9.♘c3 0-0, mas depois 10.0-0 ♘c6 11.d3 não lhe é possível manter seu peão em e4 e ainda enfrentam problemas de atividade do Bispo de g2, embora seu próprio Bispo de casas brancas está restringido pelo peão de f5.

7.cxd5 ♘xd5

Depois de 7…♕xd5, as Brancas podem escolher várias linhas promissoras. A simples 8.♘c2 ♗d6 9.♘c3 ♕f7 10.0-0 0-0 11.d3 de novo ativando o Bispo de g2 e a mais complicada 8.♗b2 ♗xb4 9.♕a4+ ♗d7 10.♕xb4 c5 11.♘c3! cxb4 12.♘xd5 ♘xd5 13.f3 dá um final muito promissor. As Pretas não podem manter seu peão de vantagem e depois de 13… ♘f6 14.fxe4 (14… ♘xe4 15.g4 é muito incomodo) 15.♘c2 ♗c6 16.♗xf6 gxf6 17.♘xb4, por exemplo, a estrutura de peões das Pretas está seriamente inferior.

8.b5

Agora as Brancas tem que fazer algo com o duplamente atacado peão de b, este avanço dificulta ainda mais as Pretas no desenvolvimento de seu Cavalo de b8.

8… ♘f4

As Pretas planejam um pequeno golpe tático que deixa as Brancas com os peões de f dobrados. Como veremos isto não ajuda as Pretas, mas não havia nada melhor, por exemplo 8… ♗c5 9.♗b2 ♕f6 10.e3 ♘b4 11.0-0 ♘d3 (isto parece bom, mas sem peças de apoio, o Cavalo não está fazendo muito em d3) 12.♗c3 0-0 13.f3! exf3 14.♗xf3 e as Pretas tem problemas. Sua Dama e seu Cavalo em d3 estão expostos a ataques e embora se resgatem estas peças, as Brancas acumulam uma grande vantagem de desenvolvimento.

9.gxf4 ♕xd4 10.♘c3

screen-shot-2017-02-15-at-11-28-41-am

Para não ficarmos com um artigo imenso e cansativo para ler, vamos dividir agora em duas partes. No próximo artigo finalizaremos este assunto.

Varela

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s