Como elaborar planos no xadrez? Introdução

planosNesse artigo eu pretendo fazer uma reflexão contigo sobre os planos no xadrez e introduzir ideias sobre como elaborá-los. Ter um plano no xadrez, uma ideia para uma jogada, ou mesmo um objetivo a que a jogada pretenda atingir é algo muito importante, pois se isso não existisse o jogo seria totalmente aleatório e talvez não nos gerasse o fascínio que ele nos gera, através dessas jogadas e planos excepcionais que de vez em quando aparecem. Mas e o plano? O que vem a ser um plano? O que você espera de um plano? O que você quer com um plano no xadrez?

Nossa reflexão começa com a seguinte proposição: um plano no xadrez pode ser uma ideia a ser materializada através das nossas jogadas. Vamos imaginar que no mínimo duas jogadas são necessárias para se ter um plano concretizado. Nesse sentido você faria uma jogada para poder fazer a outra em seguida. Um bom exemplo seria um exercício de mate em dois. Normalmente a primeira jogada de um exercício como esse é uma jogada preparatória que cria todas as condições para dar mate no lance seguinte, podendo estar envolvido o tema de “zugzwang” ou não. “Zugzwang”?! Se te pareceu estranho esse termo, não hesita, corre pra sessão diversos que tem um artigo sobre ele.

Mas e o que é necessário para formular essas ideias que geram esses planos? Elementar meu caro leitor, você precisa do máximo de informações possíveis a respeito da posição em que o jogo está nesse exato momento. Munido dessas informações você consegue traçar objetivos a serem alcançados pelos seus planos e começa a ter subsídio para ter as suas primeiras ideias de como alcança-los. Aí sua mente irá começar a te sugerir os lances e você poderá avaliar se eles te parecem promissores ou não.

Contudo, temos que voltar um pouco nesse nosso raciocínio. Eu vos disse que a mente começa a te sugerir lances após você capturar o máximo de informações sobre a posição. Não está errada a minha proposição, mas observe que muitas vezes você pode estar diante de uma posição e imediatamente após o lance do adversário a sua mente já ir sugerindo coisas. Não se espante! Isso é algo supernatural, afinal você está envolvido mental e emocionalmente com o jogo, está concentrado nele.

Eis então que eu te sugiro, discipline a sua mente! Leia os artigos da série sobre como avaliar uma posição e aí você vai ter uma boa gama de sugestões de como capturar informações sobre a posição e traçar objetivos. Sim, isso é algo importante a ser estudado para você começar a traçar planos, ou ao menos, planos mais eficientes. Quando eu falo sobre a eficiência de um plano, me refiro a um plano que tenha sido testado pelo cálculo. A função do cálculo no xadrez talvez tenha a ver com a testagem da viabilidade dos planos que você propõe para o seu jogo. Essa seria uma definição no mínimo razoável para esse termo.

Leia também os artigos da série sobre as matrizes do xadrez, neles estão contidas informações importantes que serão usadas nessa série sobre os planos. Inclusive, pensando sobre o tema elaboração de planos acabei compreendendo um pouco mais sobre a matriz realista, que é a matriz dos engines, que remete a um cálculo puro. Você já observou que normalmente jogando contra um engine parece que ele sabe exatamente o que você pretende fazer e faz uma jogada que anula a sua ideia e permite algumas ideias pra ele? Se você jogar com uma máquina dessas e essa situação ocorrer com você, não se desespere! Apenas o cálculo e a tomada de decisão dele foram mais eficientes que os seus. Mas por quê?

Isso foi o que eu compreendi agora, a matriz realista não se detém somente ao cálculo puro, há muita dedução nela também. Mas você poderá me perguntar: dedução? A engine não é um motor? Sim! Mas a maioria das engines mais fortes de hoje em dia como as da linha Komodo e Stockfish já possuem algum tipo de inteligência artificial programada com extensos e complexos algoritmos. Isso as ajuda através da análise de posição que elas fazem a propor vários planos tanto pra ela quanto pra você, aí ela faz o que nasceu pra fazer, calcular. Essas máquinas são capazes de deduzir ou visualizar quais planos existem na posição em que vocês estão jogando e calcular variantes para todos e em pouco tempo, por isso geralmente elas acabam fazendo um lance profilático e que ao mesmo tempo, já pode ser um contra jogo para o seu plano.

Quando surgiram os primeiros computadores capazes de calcular e o nosso tão estimado campeão mundial Kasparov defenestrou a todos com sua genialidade ímpar, eles ainda não eram capazes do que são hoje. Suas avaliações da posição e tomada de decisão se baseavam em ideias totalmente concretas e por vezes eles faziam “blunders” de “cair os butiá do bolso”[i]. Hoje em dia eles foram tão aprimorados que alguns possuem rating a partir de 3000, o que supera a capacidade humana, visto que o jogador humano melhor ranqueado é o Norueguês Magnus Carlsen com 2838 no clássico, 2896 no rápido e 2914 no blitz (https://ratings.fide.com/card.phtml?event=1503014). Contudo, para a nossa felicidade eles ainda não são capazes de ver certos movimentos que o humano vê e não são tão criativos quanto nós, é possível que numa posição eles te sugiram um movimento de boa avaliação, mas você veja um sacrifício ou outro movimento qualquer que resulte numa vantagem por vezes muito superior ao que ele te sugeriu.

Agora que eu fugi um pouco do assunto e passeei um pouco pela questão dos engines, você conseguiu ver a relação entre o seu plano e o plano do adversário? Esse talvez seja o maior erro dos enxadristas iniciantes, não considerar os recursos do adversário. Essas informações fazem parte daquele conjunto de dados que você precisa obter sobre a posição para traçar seus objetivos e começar a ter as suas próprias ideias e planos caso você queira criar planos realmente eficientes.

Pense nisso, uma boa ideia para você começar a aprender a fazer planos no xadrez pode ser tentar capturar o máximo possível de informações sobre a posição em que você está, incluindo os possíveis movimentos e recursos do adversário. Feito isso você terá base para deduzir o que ele pode fazer e visualizar aquilo que você pode fazer, para depois calcular e verificar quem consegue atingir seus objetivos primeiro.

Pode ser uma boa ideia…

Movam seus peões!

Alexandre Herzog

[i] “Cair os butiá do bolso” -> é um dizer popular no Rio Grande do Sul, que tem um significado associado ao espanto, no caso em que foi empregado, o termo veio para enaltecer o caráter espantoso dos “blunders” que eram feitos por aqueles computadores.

 

2 comentários em “Como elaborar planos no xadrez? Introdução

  1. Gratidão pelo seu comentário, talvez uma boa forma de tentar atingir esse objetivo seria baixar um programa que permita análises de xadrez, como o chessx, por exemplo, que é gratuito. Com ele em mãos, você baixa um engine top como esses que foram citados ou outro de sua preferência e o insere no diretório onde o programa foi instalado. Aí, ao usar o programa, basta você abrir um pgn nele ou criar uma posição nele e solicitar a análise do engine de sua preferência. O engine vai estar fazendo os cálculos e você poderia ir fazendo uma análise da posição lance a lance, para tentar captar o que ele considerou para fazer cada jogada. Isso não te ensinaria a calcular imediatamente como máquina, mas poderia te ajudar a compreender como ela pensa. São lógicas eficientes as que ela usa, mas você desenvolver as suas próprias lógicas pode ser ainda mais proveitoso e nada impede que você comece pelas lógicas da máquina. Há outras pessoas que preferem as lógicas usadas por grandes mestres clássicos. Sempre existem muitos caminhos no xadrez, espero que eu possa ter te ajudado uma direção para o seu. abraço.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s