pawn-chessA Casa Débil

No capítulo anterior conhecemos as duas virtudes principais dos peões. Também tentamos ter em mente alguns elementos da estrutura de peões para avaliar, e para tomar uma decisão de quem tem a melhor configuração e onde são os pontos fracos dessa estrutura.

Neste segunda parte, veremos cada um destes elementos separadamente e se conhecerá o tratamento estratégico a ter em cada uma dessas situações.

Por outro lado, serão apresentado alguns outros que serão de vital importância do valor de uma estrutura de peões e da mesma forma vamos nos aprofundar a nossa análise e nos ajudar fazer o melhor em cada situação.

Bom, e porque começar este capítulo com os elementos falados anteriormente, como por exemplo, grupo de peões? Pois bem, isto tem a sua explicação e está baseada em um critério de devemos dominar antes de seguir adiante, e que sem seu conhecimento nos será impossível uma adequada compreensão do texto.

Entrando no assunto, sabemos que uma casa débil é a casa que não pode ser defendida por um peão, isso vimos no capítulo anterior.

Agora para responder a pergunta, do porque não começar este capítulo com um elemento já anunciado, devemos dizer que o mais importante é quando se explora uma fraqueza no jogo do adversário, por mais transcendental que seja uma fraqueza em uma estrutura de peões.

Vejamos a seguinte posição:

screen-shot-2017-03-03-at-9-31-44-am

Claro, a casa chave que estamos falando é a d5, e é esta que não pode ser defendida por nenhum peão do jogador das Pretas, pois bem como dará conta, devemos reconhecer o peão débil para assim determinar a casa que este não pode defender, que tipo de debilidade ele apresenta será objeto deste estudo nos próximos exemplos deste capítulo. Mas lembre-se sempre que esta casa débil vai estar ligada necessariamente a um tipo de debilidades em relação aos peões, ou seja, tem um peão fraco, é dizer, tem que haver um peão débil para que exista uma casa débil e vice-versa. Mas agora, somente vamos nos deter em estudar as casas débeis.

Voltando a posição do diagrama acima, o peão de d6 não pode defender (está claro) a casa d5 e nenhum dos seus pares pode fazer este trabalho, por isso podemos concluir como sendo a casa d5 a casa débil desta posição.

MI Alejandro Jardines
(adaptação Varela)

 

 

Um comentário em “A Estrutura de Peões

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s